Pinterest • Le catalogue d'idées

Explorez Ems, Deuxième et plus encore !

Duas medidas – As pessoas que foram afetadas pela ditadura militar poderão receber apoio psicológico. O trabalho será desenvolvido por cinco grupos, dois deles em São Paulo e um no Rio de Janeiro, em Porto Alegre e no Recife. A iniciativa foi apresentada na noite de segunda-feira (15) durante audiência na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e o projeto é promovido pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça.

O primeiro automóvel de passageiros que apareceu no Rio de Janeiro foi de José do Patrocínio, por volta de 1895. Movido a vapor, com fornalha, caldeira e chaminé, foi importado da França. Certo dia, o poeta Olavo Bilac, que aprendia com Patrocínio a difícil "arte de dirigir", levou o automóvel contra o tronco de uma árvore, na Estrada Velha da Tijuca, inutilizando-o. Patrocínio ficou desolado; Bilac, ao contrário, gabava-se de ser o precursor dos desastres de automóvel no Brasil.

Simone de Beauvoir and Jean-Paul Sartre with Fidel Castro during their visit to Cuba in 1960.

MISSA 2A Missa Campal em São Cristóvão, no Rio de Janeiro, em 17 de maio de 1888, foi uma celebração de Ação de Graças pela libertação dos escravos no Brasil, decretada quatro dias antes, com a assinatura da Lei Áurea

Slave carring a white baby on her back. Brasil, 1880:

Machado de Assis em 1890, no Rio de Janeiro, fotografado por Marc Ferrez. Bruxo do Cosme Velho. Homem do subterrâneo. Um mestre na periferia do capitalismo. São muitos os modos de se refererir a Machado de Assis. Negro pobre em 1800 no Rio de Janeiro, Poliglota! Embranqueceram ele em algumas propagandas e imagens por aí, como naquele comercial comédia da Caixa Econômica... Que inclusive teve que ser refeita depois. Joaquim Maria Machado de Assis, Salve

à partir de atelierrueverte.blogspot.fr

ATELIER RUE VERTE , le blog

Copacabana

Comicio da Central do Brasil Rio de Janeiro em Março de 1964. Apoiadores de Jango e centros de Esquerda mostram seu apoio as medidas de Base.

João Baptista de Oliveira Figueiredo[1] GCC • GCA • GColSE • GCIH (Rio de Janeiro, 15 de janeiro de 1918 — Rio de Janeiro, 24 de dezembro de 1999) foi um geógrafo, político e militar brasileiro, tendo sido 30º Presidente do Brasil de 1979 a 1985 e o último presidente do período do regime militar.1 Nascido na Rua Sá Freire no bairro Imperial de São Cristóvão no Rio de Janeiro era filho do General Euclides Figueiredo, comandante da Revolução Constitucionalista de 19322 ,

Enseada de Botafogo - Rio de Janeiro de 1900